Sobre a calma e o tempo certo das coisas

Sempre fui ansiosa demais.
Já cheguei a pensar se sofria do mal da ansiedade, aquele sério. Mas não, acho que meu problema é simplesmente não saber deixar as coisas rolarem e acontecerem de forma natural.

Para tudo eu faço planos. Quando sei que tenho 1000 coisas para resolver, planejo cada minuto do meu dia, de forma que absolutamente nada pode sair do meu itinerário. Transformo 24 horas em 48. Já deixei pessoas falando sozinhas e saí no meio do assunto, tudo para não atrasar nenhum minuto. Já deixei de conversar com pessoas queridas. Sair do planejamento, jamais.

A verdade é que, quando há muitas coisas incertas no meu futuro, coisas que simplesmente não dependem só de mim para acontecer, eu quero ter o máximo de controle possível sobre elas. Na minha cabeça, à noite, na hora de dormir, cada questão não resolvida, cada detalhe que pode dar errado, cada problema que virou para trás, tudo isso se tornam monstros me tirando o sono.O pior de tudo é que, no momento da noite em que estes fantasmas de empecilhos futuros aparecem, eles aumentam todas as proporções. Nesta hora, um probleminha que nem te incomodaria tanto em outro momento, se torna gigante, imenso, quase insolucionável. Que difícil dormir com isto na cabeça!

A questão, meus caros, é que nenhum planejamento é mais forte que o acaso. Um pneu furado, uma dor de barriga, um acidente de trabalho… Coisas da vida, coisas que jogam seus planos no chão. Infelizmente, aprendi isto da pior forma. O controle que podemos exercer sobre os acontecimentos é escorregadio, frágil. O acaso, quando nos prega peças, acaba jogando por terra todas as noites que passamos em claro, tentando resolver na nossa cabeça problemas que ainda nem chegaram.

Por isto, este é meu exercício de hoje (de hoje não, aliás, de hoje em diante): no momento em que tudo parece um caos, naquele momento em houver tantos problemas para resolver, no momento em que parece que temos o mundo nas costas: pare, respire, acalme-se.
E nessa hora, pense bem: há alguma coisa que eu possa fazer para encontrar a solução agora? Se sim, vamos resolver. Se não, acredite: a solução vai aparecer, mais cedo ou mais tarde. Vai haver um jeito. Isto se chama “deixar rolar”. A vida segue. A manhã sempre traz as respostas certas, sempre traz o pensamento mais coerente. A calma é amiga da perfeição.

Por fim, concluo: tem calma, meu bem. Tudo vai dar certo.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s